25 de jul de 2012

Quando nos ajoelhamos diante do Senhor...

"A genuflexão diante do Santíssimo Sacramento, ou o pôr-se de joelhos na oração exprimem precisamente a atitude de adoração perante Deus, também com o corpo. Daqui a importância de realizar este gesto não por hábito [ou apressadamente], mas com consciência profunda. Quando nos ajoelhamos diante do Senhor, professamos a nossa fé nele, reconhecemos que Ele é o único Senhor da nossa vida."

Papa Bento XVI, Catequese (27/06/2012).

Nota complementar: a genuflexão se faz dobrando o joelho direito até o chão (cf. Instrução Geral do Missal Romano, 274).

23 de jul de 2012

O Carisma do Sagrado Magistério

Como entender que o Magistério da Igreja não erra?

Pe. Paulo Ricardo - A Resposta Católica:

98 - Como entender que a Igreja não erra - Parte 2

O amor de Deus é concreto

"O sacrifício da cruz de Cristo é o acontecimento único e irrepetível com que o Pai manifestou de maneira luminosa o seu amor por nós, não só com palavras, mas de modo concreto. Deus é tão concreto e o seu amor é tão concreto que entra na história, que se faz homem para sentir o que é, como é viver neste mundo criado, e aceita o caminho de sofrimento da paixão, padecendo inclusive a morte. O amor de Deus é tão concreto, que participa não apenas no nosso ser, mas também no nosso sofrer e morrer. O Sacrifício da Cruz faz com que nos tornemos «propriedade de Deus», uma vez que o sangue de Cristo nos resgatou da culpa, nos lava do mal e nos subtrai da escravidão do pecado e da morte."

Papa Bento XVI, Catequese (20/06/2012).