Mostrando postagens com marcador Em defesa da Vida. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Em defesa da Vida. Mostrar todas as postagens

19 de abr de 2012

Liberação do aborto: "pseudo-revolução" liderada por "pseudo-intelectuais"

Toda essa “pseudo-revolução” atual no Brasil – liderada por “pseudo-intelectuais” – não é nada novo na história da humanidade. Estes “líderes” querem colocar em prática ideias da Revolução Francesa com o objetivo de “iluminar” o povo brasileiro – mesmo que seja necessário ir contra a vontade deste povo.

A decisão contra a vida das crianças anencéfalas não foi apenas uma decisão contra valores cristãos ou católicos. Foi uma aberração jurídica, científico-positiva, ética e moral.

Se a interpretação de “sociedade democrática” for a mesma de “sociedade laicista”, o que haverá – e de fato há – será uma clara discriminação e preconceito a todos os tipos de valores não só religiosos, mas também éticos e morais.

Hoje em dia o único preconceito válido é contra a Igreja e contra os sacerdotes – para este preconceito não existe lei nem punição.

Infelizmente alguns meios de comunicação tem se esforçado por difundir ideias consideradas “politicamente corretas”, ainda quando contrárias à natureza própria do ser humano. A opinião pública foi induzida a acreditar que crianças anencéfalas não possuíam nem mesmo cabeça, ao mesmo tempo em que, na prática, se sabe que o diagnóstico de anencefalia é muito difícil de ser auferido e graduado.

O nosso dever agora é tentar frear o ativismo legislativo do Supremo Tribunal Federal que surgirá a partir desse juízo. Certamente não tardará a questão do aborto de crianças em outras situações graves. Não duvidaria que o tema da eutanásia viesse a ser a seguinte polêmica.

Link para o texto completo: As causas da aprovação do Aborto pelo STF no Brasil (ZENIT)

13 de abr de 2012

Liberação do aborto de anencéfalos: relativização ética e jurídica da Vida

O Supremo Tribunal Federal (STF) liberou o aborto em caso de gestação de feto anencéfalo. Oito ministros votaram a favor da interrupção da vida de bebês com a má formação. Dois contra.

O presidente do STF, Cezar Peluso, foi o último a votar. O Ministro fez um duro e belo discurso contra a liberação do aborto de anencéfalos, contra a "relativização ética e jurídica da Vida". E chega a comparar este caso com as práticas eugênicas do regime nazista:

VOTO DO PRESIDENTE DO STF ABORTO ANENCÉFALO (BELÍSSIMO)


Posicionaram-se a favor do aborto os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Carlos Ayres Brito, Gilmar Mendes e Celso de Mello. Foram contrários os ministros Cezar Peluso e Ricardo Lewandowski.

Referência e leitura complementar: Cezar Peluso: aborto de feto anencéfalo é ato 'egocêntrico'

11 de abr de 2012

Debate Pró-Vida X Pró-Aborto

O Repórter Brasil (TV Brasil, 10/04/2012) convidou dois cientistas para debaterem sobre o aborto de anencéfalos: a professora Lenise Martins Garcia, da Universidade de Brasília (ligada ao movimento Brasil Sem Aborto), e o doutor Thomaz Rafael Gollop, da Universidade de São Paulo. O debate envolveu discussões éticas, morais, jurídicas e científicas.

Parabenizamos a professora Lenise pelo seu ardor na defesa da vida, que fez o debate pegar fogo:

Debate - Aborto de anencéfalos


Hoje, 11/04, o Supremo Tribunal Federal deverá julgar uma ação que pode permitir o aborto de crianças com anencefalia.

Deus não permita!

São Miguel Arcanjo, defendei-nos!
Nossa Senhora Aparecida, Rainha do Brasil, rogai por nós!
Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, livrai-nos do aborto!

Referência: http://tvbrasil.ebc.com.br/reporterbrasil/video/26373/